Alckmin desconhece insatisfação do PSDB com sua campanha

Geraldo Alckmin, pré-candidato do PSDB à Presidência, afirmou neste domingo, após participar da gravação do programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, que não vê razão para alterar sua campanha neste momento. O ex-governador de São Paulo disse ainda desconhecer a insatisfação da bancada federal de seu partido com a "falta de rumo e estrutura"."Engraçado, né? Para mim ninguém (nenhum deputado) falou nada. Eu saí do governo faz pouco mais de 15 dias", anotou. "Dois deputados podem ter reclamado. Não passa disso", minimizou, insistindo que até o início oficial da corrida eleitoral, em junho, "não tem muito o que mudar". "A campanha nem existe hoje. O que se tem a fazer é percorrer o Brasil, ouvir, dialogar e debater. Precisam entender que não pode ter mais do que isso agora porque é ilegal."Alckmin insistiu ainda que a campanha deste ano será "muito modesta e econômica". Aos que acham que a corrida eleitoral de 2006 será semelhante às anteriores, advertiu: "Quem achar que não mudou não aprendeu a lição. A campanha tem de ser modesta. Será que o pessoal não aprendeu com o ´valerioduto´ e o ´mensalão´? Os vícios do governo começam na campanha."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.