Alckmin descarta ´paulistério´ e admite vice do Nordeste

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que não pretende montar um ministério composto apenas com nomes de São Paulo, caso seja eleito presidente da República. Ele admitiu que poderá até ter em sua chapa um candidato a vice do Nordeste."Não pretendo fazer um ´paulistério´. Essa era a crítica que faziam ao governo Fernando Henrique e o governo do PT piorou. Eu pretendo fazer um governo brasileiro, que estimule o desenvolvimento regional - afirmou, durante entrevista à Rádio CBN.Alckmin acrescentou que a escolha do candidato a vice-presidente em sua chapa será realizada mais para frente, repetindo que gostaria que fosse uma pessoa natural do nordeste brasileiro, a segunda região brasileira com maior população no País.Ele garantiu que pretende dar seqüência aos investimentos feitos pelo governo Lula em obras no Nordeste, como a Transnordestina e a transposição do Rio São Francisco. No entanto, criticou a forma como o dinheiro vem sendo gasto nesses projetos."Os bons projetos como os de infra-estrutura devem e serão tocados. O que o Brasil precisa melhorar é a qualidade do gasto público. O que nós temos visto são gastos correntes muito elevados e falta de investimento", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.