Alckmin desaponta tucanos

Candidato foi visto como ?frio? por caciques do PSDB

Ana Paula Scinocca, Clarissa Oliveira e Silvia Amorim, O Estadao de S.Paulo

21 de agosto de 2008 | 00h00

A estréia do horário eleitoral gratuito da TV ontem dividiu a opinião dos comandos de campanha dos principais candidatos à Prefeitura de São Paulo. Enquanto no PT de Marta Suplicy houve surpresa com a qualidade do programa do prefeito Gilberto Kassab (DEM), no PSDB de Geraldo Alckmin a avaliação era que a apresentação tucana deixou a desejar, apesar do aguardado apoio formal do governador José Serra.Satisfeitos com a estréia, assinada por João Santana, integrantes da campanha da petista consideraram acertada a decisão de incluir logo no primeiro programa uma mensagem de apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Além disso, aliados de Marta avaliaram que a ex-ministra conseguiu passar a mensagem de que dará continuidade a projetos criados em sua gestão na cidade. Mas a surpresa no quartel-general do PT em São Paulo ficou mesmo por conta do programa inaugural de Kassab. Apesar de já esperarem ataques do prefeito na televisão, petistas avaliaram que a propaganda do DEM apresentou a qualidade técnica necessária para que o prefeito se fortaleça na disputa nas próximas semanas. Já o programa do tucano Geraldo Alckmin foi considerado fraco por aliados da petista. Diagnóstico semelhante foi feito por integrantes do DEM e até por tucanos. Um dos conselheiros de Alckmin, o deputado José Anibal (SP), minimizou: "O primeiro programa é assim mesmo. É para criar referência, passar mensagem. O importante é daqui pra frente". A avaliação mais comum dos caciques tucanos foi a de que Alckmin teve uma estréia "fria", "sem tocar as pessoas". A preocupação é de que, sem fazer um programa atraente, especialmente o dos candidatos a vereadores, o PSDB desperdice um espaço que julga ser precioso para eleger Alckmin.No DEM, o dia foi de sorrisos. Tanto o marqueteiro Luiz Gonzalez quanto coordenadores da campanha de Kassab avaliaram que o programa saiu "na medida". Eles também consideraram "bom" o programa da adversária do PT, avaliando que Marta fez uma estréia "digna de quem está em 1º lugar nas pesquisas". Em relação à estréia de Alckmin, a avaliação do DEM é que faltou identidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.