Alckmin defende investigação no caso Alstom

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pré-candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PSBD, defendeu hoje a investigação do suposto envolvimento de pessoas ligadas ao governo tucano de São Paulo em pagamento de propinas pela multinacional francesa Alstom, entre 1998 e 2001. Ele disse estar acompanhando o caso pela imprensa. "Espero que seja esclarecido. E se for apurada alguma coisa, defendo punição exemplar", afirmou Alckmin, que participou no final da manhã de evento do Rotary Club.Alckmin ainda criticou a criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS), a nova contribuição para a saúde, que deve ser votada esta semana no Congresso. Ele disse ser favorável a que se tenha mais recursos para a saúde, mas acredita que a CSS está na contramão da reforma tributária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.