Alckmin defende chapa Serra-Aécio para presidente em 2010

Para secretário de SP, essa seria uma solução; os dois governadores tucanos disputam indicação à Presidência

REJANE LIMA, Agencia Estado

03 de abril de 2009 | 15h37

O secretário do Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu nesta sexta-feira, 3, em Santos, no litoral paulista, a formação de uma chapa PSDB puro-sangue para concorrer à Presidência da República nas eleições de 2010.

 

A ideia seria lançar o governador paulista, José Serra, a presidente e o governador mineiro, Aécio Neves, a vice. "É essa a composição. Acho que é uma solução, mas então o importante é unir os dois", disse Alckmin, antes de participar do 53º Congresso Estadual de Municípios, promovido em Santos pela Associação Paulista de Municípios.

O governador de Minas Gerais disputa com o colega de São Paulo a indicação como presidenciável do partido. Aécio é o principal defensor da realização de uma consulta prévia às bases tucanas para definir o candidato à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.