Alckmin defende candidatura própria do PSDB em SP

O ex-governador tucano Geraldo Alckmin afirmou mais uma vez que acha adequado o PSDB ter candidatura própria à Prefeitura de São Paulo. "Mas procuro deixar claro que esta é uma decisão partidária. Acho que cabe ao partido discutir, refletir e decidir", disse Alckmin, momentos antes de receber o certificado de membro honorário nacional do Colégio Brasileiro de Cirurgiões na capital paulista. Para ele, a decisão do partido sobre a candidatura própria tem de levar em conta a opinião de todas as instâncias do PSDB, incluindo lideranças e militantes. Na avaliação do ex-governador, essa análise deve ser conduzida pelo diretório municipal do partido. "A candidatura própria é o caminho que me parece mais adequado, pela força que partido tem", afirmou. Segundo Alckmin, não há pressa para que o PSDB defina essa candidatura. Para ele, essa definição poderia ocorrer em março ou abril.Alckmin disse que não fez recentemente nenhuma reunião com Orestes Quércia, presidente estadual do PMDB, e negou uma eventual negociação com o PMDB à sua candidatura à prefeitura. "Não tem sentido neste momento. Primeiro, estamos numa fase de discussão interna. A segunda fase é de discutir alianças", afirmou. Ainda segundo o ex-governador, essa possibilidade deve ser considerada pelo PSDB no momento adequado. "Sempre defendi alianças, mas só podemos fazer alianças com quem não tiver candidato". Para Alckmin, o "sentimento" do PSDB é de ter candidatura própria. "Sou um homem de partido. E essa é uma decisão partidária", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.