Alckmin declara apoio 'como militante' a Serra

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) declarou ontem apoio de "militante" a José Serra na prévia do partido, marcada para o próximo domingo. "Enquanto filiado ao PSDB, militante e liderança do partido o meu voto vai ser para o José Serra", afirmou Alckmin, durante sua passagem por São José do Rio Pardo, no interior paulista, onde inaugurou novas instalações da Escola Técnica Estadual (Etec).

AE, Agência Estado

18 de março de 2012 | 10h09

Foi a primeira vez que Alckmin assumiu publicamente a posição a favor do ex-governador desde a entrada de Serra na disputa interna do PSDB para a escolha do candidato a prefeito de São Paulo.

O governador tomou a cautela de ressalvar que estava falando como militante, não como chefe do Executivo paulista. "O governo do Estado não tem candidato, nem o governador. O governo do Estado trabalha para todos, suprapartidariamente, não se envolve em questão eleitoral, trabalha para servir a população."

Alckmin disse que vai respeitar o processo de escolha de sua sigla. Além de Serra, outros dois tucanos participam da disputa - o secretário José Aníbal (Energia) e o deputado Ricardo Trípoli, que não abriram mão de suas pré-candidaturas quando o ex-governador, há duas semanas, anunciou sua intenção de retornar à cadeira hoje ocupada por Gilberto Kassab (PSD).

"Vamos respeitar a prévia, a prévia é muito importante. Quero saudar os três candidatos, Serra, o secretário José Aníbal e o deputado Tripoli, um exemplo de respeito à audiência ao partido. Vai dar legitimidade para quem for escolhido. Acho que a democracia começa em casa, não é?" Para Alckmin, o PSDB "está mostrando maturidade nesse processo". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
prefeituraSPAlckminSerraeleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.