Alckmin decide fazer pente-fino em investimentos de SP

Em uma de suas primeiras medidas como governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou ontem o congelamento de R$ 1,5 bilhão do Orçamento do Estado. Ele determinou um pente-fino em investimentos previstos pela gestão José Serra/Alberto Goldman, especialmente na área de infraestrutura.

AE, Agência Estado

04 de janeiro de 2011 | 09h14

A decisão do tucano de escanear os investimentos foi anunciada após a primeira reunião com o secretariado, no Palácio dos Bandeirantes. O total do contingenciamento corresponde a 1% do total do Orçamento, que prevê despesas de R$ 140,6 bilhões para 2011.

O pente-fino adotado por Alckmin é semelhante ao realizado por Serra quando assumiu o Palácio dos Bandeirantes, em 2007. Na ocasião, ele ordenou a reavaliação de todos os contratos e licitações em vigor. Segundo o então secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, o resultado do escaneamento foi uma redução de R$ 600 milhões nos contratos negociados.

Em 2009 e 2010, Serra também promoveu contingenciamentos, da ordem de R$ 1,57 bilhão e R$ 1,618 bilhão, respectivamente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.