Alckmin cumprimenta Dilma e ressalta diálogo 'aberto'

Alckmin cumprimenta Dilma e ressalta diálogo 'aberto'

Governador reeleito no primeiro turno divulgou, em nota, cumprimentos à Dilma, Aécio e eleitores paulistas

ANA FERNANDES, O Estado de S. Paulo

27 de outubro de 2014 | 16h58

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), divulgou nesta segunda-feira uma nota em que cumprimentou a presidente Dilma Rousseff (PT) pela reeleição. Alckmin cumprimenta também o candidato tucano derrotado, Aécio Neves (PSDB), "pela defesa enfática de ideais e propostas essenciais ao Brasil" e, em especial, os eleitores paulistas, "pela cidadania demonstrada ao longo do segundo turno das eleições presidenciais".

São Paulo foi o Estado onde Aécio obteve um dos melhores resultados proporcionais e o melhor saldo total de votos - teve 64,31% dos válidos (15.296.289). Reeleito para o próximo mandato, ainda em primeiro turno, Alckmin também ressaltou no documento a disposição para manter "aberto e produtivo" o diálogo com o governo federal.

Durante a campanha, em especial durante a disputa de segundo turno entre Dilma e Aécio, o tema da crise hídrica foi levado ao debate pela campanha petista. Alckmin e a então candidata à reeleição chegaram a trocar acusações. O governador paulista disse que Dilma não cumpriu a promessa de desonerar empresas de saneamento, enquanto a presidente afirmou ter alertado, desde o início do ano, o governo paulista para a necessidade de se fazer obras emergenciais para combater a estiagem.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesDilmaAlckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.