Alckmin critica federalização das eleições

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje que a estratégia de federalização das eleições que pode ser adotada pelo PT na propaganda eleitoral gratuita é equivocada. Para ele, o "povo é sábio" e não vai se deixar influenciar pelas ações federais na hora de escolher o prefeito. "A eleição federal e estadual é em 2006. A população vai escolher quem melhor pode administrar a cidade", disse. Alckmin considerou também preocupantes as recentes denúncias de que as informações da CPI do Banestado foram usadas para chantagear políticos. Para ele, a CPI é um instrumento importante do regime democrático que não pode ser banalizada, nem pode ser usada como instrumento político partidário para agir contra adversários e, pior ainda, que seja objeto de chantagem. "Isto deve ser apurado com rigor sob pena de se desmoralizar um instrumento importante."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.