Alckmin aprova participação da Cemig em leilão

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje que seria "muito bem-vinda" uma eventual participação da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) no leilão de privatização da Cesp Paraná, marcado para o dia 16 de maio. "O governo quer que todos participem", afirmou Alckmin. Segundo ele, a decisão sobre a possibilidade de uma estatal disputar o leilão será da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). "Se depender da opinião de São Paulo, não tem nenhum problema", acrescentou o governador, logo depois de participar de uma missa celebrada pelo padre Marcelo Rossi e pelo bispo da Diocese de Santo Amaro, dom Fernando Figueiredo, no Palácio dos Bandeirantes.O governador de Minas Gerais, Itamar Franco, declarou que vai "entrar pra valer" na disputa pela Cesp Paraná. O leilão está marcado para o dia 16 de maio, na Bolsa de Valores de São Paulo, e o preço mínimo é R$ 1,739 bilhão. A estatal mineira quer ingressar sozinha no processo, sem a formação de consórcio. Segundo o governador, caso a participação da Cemig seja rejeitada, a Procuradoria do Estado entrará com uma ação direta de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal. Na opinião de Itamar, existem participantes do leilão da Cesp que são estatais, como a EDF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.