Alckmin aposta no PSDB e elogia Roseana

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje que ainda é cedo para se discutir sobre o nome do PSDB para as eleições presidenciais de 2002. De acordo com Alckmin, que saiu de um almoço com o presidente Fernando Henrique Cardoso no Palácio da Alvorada, o PSDB tem ótimos quadros e possui todas as condições de levar uma candidatura para o segundo turno. Mesmo assim, o governador considerou positivo o crescimento das intenções de voto no nome da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PFL), para a Presidência da República, por ser ela "um quadro novo na política nacional".Alckmin afirmou que a decisão do ministro da Saúde, José Serra, de não participar do programa de propaganda eleitoral gratuita na televisão, "é de foro íntimo". Hoje à tarde, no Ministério da Saúde, o governador paulista assinará convênio entre o Ministério e a Secretaria de Educação de São Paulo, para qualificação dos auxiliares de enfermagem no Estado. No final do dia, Alckmin retorna a São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.