Alckmin: apenas SP deu incentivo para economia de água

Alckmin: apenas SP deu incentivo para economia de água

O tucano afirmou ainda que o governo evitou um racionamento de água por uma questão técnica, e não eleitoral

STEFÂNIA AKEL, Estadão Conteúdo

19 de setembro de 2014 | 15h13

Em encontro com empresários da Câmara Portuguesa, o governador de São Paulo e candidato à reeleição pelo PSDB, Geraldo Alckmin, foi bastante questionado nesta sexta-feira, 19, sobre a crise de água no Estado. Ele tranquilizou os empresários presentes e afirmou que São Paulo está "preparado".

"Temos uma seca que é a maior dos últimos 84 anos", ressaltou. Alckmin destacou as medidas tomadas pelo governo estadual diante da crise, como o incentivo ao uso racional da água. "Evitando desperdícios nós passamos pelo tempo seco. Fomos o único Estado do Brasil que deu incentivo financeiro (para economizar água). Quase 80% da população reduziu o consumo", destacou.

O tucano afirmou ainda que o governo evitou um racionamento de água por uma questão técnica, e não eleitoral. "Racionamento é um problemão, porque você fecha o sistema, e quando abre estoura. Para os mais pobres, a água demora três, quatro dias para chegar de volta lá", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.