Alckmin acha difícil que Serra dispute Prefeitura de SP

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse na manhã deste domingo que acha difícil o ex-ministro José Serra lançar-se como candidato do partido à prefeitura de São Paulo. "Acho difícil porque a primeira condição para alguém ser candidato é querer ser. Acho que quem não quer ser, não deve ser candidato."Ele também evitou se comprometer com uma possível indicação do nome da secretária da Cultura, Cláudia Costin, como candidata do PSDB à prefeitura de São Paulo. Sobre futuras frentes e alianças para a sucessão municipal, o governador limitou-se a dizer que é certa a participação do partido com um candidato próprio no primeiro turno. "Indo para o segundo turno, queremos que aqueles partidos que têm afinidade conosco, fiquem conosco."Chuvas - O governador assegurou ainda esta manhã que o Estado está fazendo sua parte para combater as enchentes que voltam a castigar São Paulo com os temporais de final de tarde. "Cuidamos da macrodrenagem, ou seja, dos rios que nascem e deságuam fora de São Paulo, chamados rios estaduais. O rio Tietê é um exemplo disso. É um rio que nasce em Salesópolis e vai desaguar no rio Paraná, na divisa com Mato Grosso do Sul. Então, ele é de responsabilidade do Estado."Ele destacou que, mesmo com as fortes chuvas, a obra de rebaixamento da calha do Tietê vem se revelando eficaz. "Tem inundação para todo lado, mas o Tietê não sai da calha, já pelo segundo ano consecutivo. Não há hipótese do Tietê transbordar e alagar a marginal. E a obra ainda não está totalmente pronta. A hora que estiver concluída, o prazo de recorrência é de 100 anos, ou seja, só a chuva de cada século poderá fazer com o que o Tietê saia da calha".Nova USP - Alckmin lançou hoje o projeto "Pinte na Escola Nestas Férias", dando as primeiras pinceladas no muro da Escola Estadual Dom Miguel Kruse, na Zona Leste de São Paulo. Segundo o governo estadual, cerca de quatro mil escolas serão beneficiadas com o projeto, que consiste em limpar e pintar fachadas e áreas internas num esquema de mutirão.Ainda sobre a educação, o governador ressaltou que dentro de dois anos estará pronto o segundo campus da USP, a ser construído na mesma região onde está localizada a escola. "Precisamos organizar alguns cursinhos pré-vestibulares nesta região", disse Alckmin, orientando o secretário. "Eu me predisponho, aos sábados, a dar umas aulas de química orgânica para os alunos", lembrando da época em que dava aulas em cursinho para pagar a mensalidade da faculdade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.