Alca sairá dentro do interesse da América do Sul, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que Área Livre do Comércio das Américas (Alca) sairá do tamanho que os países da América do Sul entenderem que ela deva sair. Na fábrica da DaimlerChrysler, em São Bernardo do Campo (SP), em evento de entrega de viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o presidente lembrou as parcerias, segundo ele estratégicas, que o País firmou com as demais nações sul-americanas e também da importância de parcerias com países como a África do Sul e Índia. Ao comentar que no próximo dia 22 embarcará para a China para consolidar uma aliança com aquele País, Lula cometeu um engano: "No próximo dia 22, vou para a China consolidar a mais forte aliança do PT, ou melhor, do Brasil", afirmou.A platéia, formada em grande parte por funcionários da Mercedes-Benz, não poupou o presidente e o vaiou e riu. O presidente disse ainda que acredita que até dezembro deste ano, toda a América do Sul deverá estar integrada ao Mercosul. Ele disse também que em dezembro receberá integrantes do governo da Rússia para firmar uma parceria com o Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.