Alca provoca "inquietação" de prefeitos

Prefeitos de cidades da América Latina assinaram um documento, que será apresentado em Quebec, no Canadá, durante a Cúpula das Américas pelo prefeito de Montevidéu, Mariano Arana, em que manifestam "profunda inquietação" com o processo de implementação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca). No documento, os prefeitos de São Paulo, Marta Suplicy (PT), de Belo Horizonte, Célio de Castro (sem partido), Porto Alegre, Tarso Genro (PT), Buenos Aires, Anibal Ibarra, e de Rosário, Hermes Binner, além do próprio Arana, afirmam que a forma como têm sido encaminhadas as negociações de implantação da Alca "pode desintegrar ainda mais nossos parques produtivos, gerando graves conseqüências para as cidades? e, dificilmente, contemplará o compromisso assumido pelos governantes de ?reverter a desintegração social de que padece a América Latina".A prefeita Marta Suplicy defende que as cidades latino-americanas devam lutar em defesa de uma integração alternativa. "É necessária uma integração, não só em relação às questões comerciais, mas também às questões culturais e humanitárias", disse ela. Marta afirmou que a implantação da Alca vai voltar a ser discutida pelos prefeitos que assinaram o documento nos dias 11 e 12 de maio, durante encontro dos prefeitos em Buenos Aires, na Argentina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.