Alberto Dines critica projeto de Conselho de Jornalismo

O jornalista Alberto Dines classificou de "catástrofe" o projeto da Federação dos Jornalistas, posteriormente encampado pelo governo, de montar um Conselho Federal de Jornalismo. "Eu acho que o governo já percebeu que pisou na bola (...) Precisa-se fazer uma agência reguladora, tentar fazer uma agência de auto-regulamentação, como o Conar, os ouvidores (ombudsmen), tudo isso é positivo", disse em entrevista no Roda Viva, da TV Cultura. "Agora, criar mecanismos que constranjam a atividade, que é uma atividade política prevista na Constituição para ser inteiramente livre e autônoma, isso realmente é um retrocesso."Alberto Dines, porém, prefere não acreditar que a proposta de controle dos jornalistas, quase simultânea à proposta da lei do silêncio para o funcionalismo e a lei do audiovisual façam parte de uma suposta teoria conspiratória de perpetuação no poder. "Embora eu seja veementemente contra esse projeto do Conselho Federal de Jornalismo, eu não vejo a coisa no seu conjunto", afirmou o jornalista. "Eu acho que houve uma série de coincidências, inclusive o negócio da Ancinav, que foi o vazamento de um rascunho que ainda não estava terminado", prosseguiu. "Nesse ponto eu me deixo influenciar pelo espírito mais otimista, mais idealista de acreditar no homem, de não acreditar que o PT iria trair as suas raízes."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.