Alagoas terá R$ 9,8 bi do PAC 2 até 2014, diz ministra

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse nesta sexta-feira, 20, durante evento em Maceió (AL), que o Brasil vive um momento de êxito porque cresce reduzindo desigualdades regionais e sociais. "Temos feito todas as mudanças no Brasil com o controle inegociável da inflação", destacou a ministra no 20.º Encontro Estadual de Prefeitos na capital alagoana, segundo informações do Ministério do Planejamento publicadas no Twitter.

CLARISSA MANGUEIRA, Agência Estado

20 de setembro de 2013 | 12h24

Segundo ela, com o PAC o País passou a planejar e realizar grandes obras de infraestrutura. "O PAC tem um grau de execução muito elevado. Nós já executamos até abril 56% dos recursos disponibilizados no PAC 2", destacou a ministra, acrescentando que o programa investirá R$ 9,8 bilhões em Alagoas até 2014. Miriam disse também que o Brasil é o terceiro maior destino de intenção de investimentos, atrás dos EUA e da China.

Sobre o Estado de Alagoas, a ministra afirmou que o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) cresceu de 2000 até 2010 mais do que a média do Brasil (19%) e mais que o Distrito Federal (14%), que é o Estado com maior índice. "O Alagoas cresceu 34% nos últimos 10 anos, o que mostra um movimento de redução de desigualdades sociais e regionais no Brasil", ressaltou Miriam.O evento em Maceió reúne 102 prefeitos do Alagoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.