Alagoas reelege Teotônio Vilela Filho

O atual governador Teotônio Vilela Filho, do PSDB, está matematicamente reeleito ao comando do Estado de Alagoas. Com 96,56% dos votos apurados, o tucano registra 52,80% dos votos válidos, contra 47,20% do adversário Ronaldo Lessa (PDT). Do total de 2.033.518 votos no Estado, o governador recebeu até o momento 688.060 votos e Lessa, 615.081 votos. Nem que o candidato do PDT recebesse todos os votos restantes, 70.017, alcançaria Teotônio Vilela na disputa.

EQUIPE AE, Agência Estado

31 de outubro de 2010 | 21h34

Para chegar à vitória, o atual governador defendeu a austeridade de sua gestão, alegando medidas como o ajuste fiscal e a geração de empregos. "O desafio do meu governo é discutir as estratégias para que as políticas públicas não fiquem dependentes da transferência de renda."

A eleição põe fim a uma semana atribulada. Na quarta-feira, a Polícia Federal indiciou Ronaldo Lessa por denúncias de superfaturamento em obras de macrodrenagem no Tabuleiro dos Martins, na capital Maceió. Também foram citados pela Operação Navalha da PF o ex-governador do Estado Manoel Gomes de Barros e o empresário Zuleido Veras, dono da construtora Gautama.

A campanha estadual em 2010 marcou ainda uma derrota para o ex-presidente da República Fernando Collor de Mello (PTB). Com 28,81% dos votos, ele não foi capaz de superar Ronaldo Lessa e deixou a disputa no primeiro turno.

Além de Alagoas, os Estados de Paraíba, Piauí, Rondônia, Roraima, Pará, Amapá, Goiás e o Distrito Federal realizaram segundo turno neste domingo. O dia também marcou a vitória da petista Dilma Rousseff para a Presidência da República.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 20102º turnogovernoAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.