Ajuda federal para eleições é 'bem-vinda', diz Cabral

O governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) disse hoje que "é sempre bem-vinda" qualquer ajuda federal no combate à criminalidade, ao comentar a eventual criação de uma força-tarefa para atuar no processo eleitoral. Porém, ele afirmou que a decisão cabe à Justiça Eleitoral. "Quem tem que avaliar se o Rio precisa de força-tarefa é a autoridade eleitoral, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), fundamentalmente, e o próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE)", afirmou. "Eu acredito que tudo que vier para somar e dar tranqüilidade para a população é sempre bem-vindo."Para Cabral, "qualquer intervenção" do Executivo nesse momento "não é apropriada". "A autoridade eleitoral deve julgar isso. E parece que o TRE vai até se reunir para discutir esse assunto. Nós temos que respeitar a autoridade eleitoral", afirmou. "Do ponto de vista da parceria com o governo federal, ela é sempre bem-vinda, tanto que, no ano passado, nós solicitamos a antecipação da Força Nacional de Segurança, que veio para cá. Hoje tem um contingente reduzido e qualquer ajuda federal no combate à criminalidade é sempre bem-vinda."Em nota, a Secretaria de Segurança repetiu o discurso de Cabral. "Como adiantou o governador hoje cedo, toda ajuda é bem-vinda e caso as autoridades eleitorais (TRE e TSE) julgarem necessário o envio de um reforço policial, ele será de grande auxílio". De acordo com a secretaria, a eventual participação das forças estaduais no processo "depende de detalhes técnicos que só poderão ser definidos após esta avaliação prévia".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.