Ainda é cedo para comemorar resultado de pesquisa, diz Alckmin

O pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, afirmou neste sábado que ainda é cedo para comemorar qualquer resultado de pesquisa eleitoral. Depois de dizer que confia no julgamento popular, explicou que "a campanha só começa quando muda o horário da novela, por causa da campanha dos partidos no rádio e na televisão". Por enquanto, disse ele, a pesquisa mostra apenas o nível de conhecimento do eleitor sobre os possíveis candidatos.Segundo a última pesquisa Ibope, realizada entre os dias 1 e 3 de abril, Alckmin ganharia de Lula no Estado de São Paulo. O tucano teria 46% dos votos, contra 28% do petista, de acordo com a pesquisa de respostas estimuladas. Alckmin, sob um calor de mais de 30 graus, chegou na tarde deste sábado a Itajaí (90 km de Florianópolis) para participar de um encontro do PSDB que, de acordo com os organizadores, teria reunido mais de 4 mil pessoas para fazer lançamento da pré-candidatura do senador Leonel Pavan ao governo de Santa Catarina.AliançaNo palanque armado no Clube Tiradentes, o senador Jorge Bornhausen, presidente nacional do PFL, defendeu a aliança dos dois partidos para "derrotar um governo incompetente e leniente com a corrupção".Em Santa Catarina, a verticalização deixou apenas uma vaga para dois possíveis candidatos desses partidos. Além de Pavan, o ex-prefeito de Lages, Raimundo Colombo (PFL) renunciou ao cargo para poder se candidatar. Neste domingo, em Joinville, o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB), oficializa seu afastamento do governo para cuidar da campanha para sua reeleição, transmitindo o cargo ao vice, Eduardo Pinho Moreira (PMDB), que estava no aeroporto de Navegantes para receber Alckmin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.