Aids: centro afro lança cartilha

O Centro Cultural Afro Pai Adão lança hoje à noite, no bairro de Água Fria, no Recife, uma cartilha que orienta os Filhos de Santo a se prevenirem da Aids durante os rituais e na vida sexual. A cartilha, intitulada "Atotô", recomenda que os praticantes utilizem navalhas individuais ou descartáveis nos rituais de cura ou fechamento do corpo, sob a alegação de que "o sangue pode transmitir doenças como hepatites B e C, e também a Aids." Entre uma história e outra há informações sobre doenças sexualmente transmissíveis, formas de prevenção e apoio ao portador do HIV. O trabalho foi feito pelo Centro Cultural Afro Pai Adão, em parceria com o Instituto de Tradição e Cultura Afro Brasileira. A estimativa é que sejam distribuídos nos terreiros seis mil exemplares da cartilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.