Facebook / Reprodução
Facebook / Reprodução

Aguardando resultado de testes para coronavírus, ministros não vão a reunião no Planalto

Ministros que integraram a comitiva presidencial que esteve nos Estados Unidos estão sendo monitorados

Jussara Soares, Tânia Monteiro, Julia Lindner e Amanda Pupo, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2020 | 12h26
Atualizado 13 de março de 2020 | 12h52

BRASÍLIA  - Os ministros Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), e Fernando Azevedo e Silva, da Defesa, não participam na manhã desta sexta-feira, 13, da reunião no Palácio do Planalto que discute ações diante do avanço do coronavírus no país. Os dois aguardam para esta tarde o resultado do teste para a Covid-19 e foram orientados a ficar de casa. 

Já o chanceler Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores, chegou de Washington nos Estados Unidos nesta madrugada e segui direto para sua residência. Ele fará o teste hoje, com previsão de resultado para amanhã.

Os ministros integraram a comitiva presidencial que esteve na Flórida, nos Estados Unidos. Todo o grupo passou a ser monitorado após o secretário especial de Comunicação, Fabio Wajngarten, testou positivo para a doença. O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em uma rede social, que seus exames testaram negativo para o coronavírus

O GSI está sendo representado na reunião pelo secretário-executivo da pasta, general Douglas Bassoli, e a Defesa pelo secretário-geral da pasta, o almirante Garnier Santos. O secretário-geral das Relações Exteriores, Otávio Brandelli, substitui o chanceler nas reuniões. 

O ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, que também viajou com o presidente participa da reunião, após o seu teste para coronavírus dar negativo. 

Integrantes da comitiva relataram ao Estado estar em isolamento voluntário até a saída do resultado. Recém-nomeado secretário especial de Assuntos Estratégicos, o almirante Flávio Rocha, e o assessor especial para assuntos internacionais, Filipe Martins, são alguns do que seguem trabalhando em casa, sem apresentar sintomas. Ambos trabalham no terceiro andar do Planalto e são assessores direto do presidente.

Outra parte da comitiva fará o teste para coronavírus nesta tarde. Eles também seguem isolados, como é o caso do secretário especial de Pesca, Jorge Seif Jr.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.