AGU ajudará Haddad a dar explicação sobre Enem

O governo federal escalou o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, para ajudar o ministro da Educação, Fernando Haddad, a dar explicações sobre os problemas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em audiência na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados. A reunião está marcada para a tarde desta quarta-feira, 23.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

22 de novembro de 2011 | 13h38

A ação do Palácio do Planalto foi feita por meio de um pedido à comissão. Segundo o presidente interino do colegiado, Nilson Leitão (PSDB-MT), a Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República solicitou à comissão que Adams fosse incluído entre os convidados para a audiência com o ministro.

Leitão consultou os autores do requerimento que chamou Haddad, o líder tucano, Duarte Nogueira (SP), e o deputado Vanderlei Macris (SP), também do PSDB. O pedido foi aceito, mas os tucanos manifestaram estranheza com a solicitação do executivo. "Achamos estranho porque isso foge ao padrão deste tipo de audiência", disse o presidente interino da comissão.

Pelo terceiro ano consecutivo, o Enem registrou problemas em sua aplicação. Nesta edição, álunos alunos de um colégio de Fortaleza tiveram acesso antecipado a 14 questões da prova. A Justiça Federal chegou a conceder liminar anulando os testes em todas as provas, mas o governo federal conseguiu derrubar a decisão e apenas os alunos da escola cearense vão ter as questões canceladas.

Além de ministro da Educação, Haddad é pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo. Uma articulação da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez com que todos os outros postulantes à candidatura desistissem em favor do ministro.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012HaddadEnemAGU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.