Agripino: PSDB e DEM decidem não votar MPs

PSDB e DEM decidiram não atrapalhar a votação do Orçamento de 2008 mas, a partir de agora, não votarão nenhuma medida provisória (MP) até que seja aprovada a proposta de mudança nas regras de tramitação dessas medidas. Os líderes dos dois partidos reunidos hoje deram prazo de 30 dias para que essas mudanças na tramitação de MPs sejam aprovadas em comum acordo pelos deputados e senadores. "Se o governo quer aprovar suas medidas provisórias, que garanta sua maioria", afirmou o líder do DEM, senador José Agripino (RN), ao dar a informação sobre a decisão dos dois partidos. Agripino disse que a partir de amanhã PSDB e DEM assumem sua nova posição.Outra decisão foi não aceitar nenhum requerimento de encerramento de discussão em plenário. O objetivo é evitar estratégias, como a adotada na sessão de ontem - que só terminou na madrugada de hoje - pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). Em meio às discussões sobre a MP que ampliava os poderes da Eletrobrás, Jucá apresentou um requerimento encerrando a discussão da MP da TV Pública, o que permitiu a votação da medida provisória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.