Agripino: DEM deve votar contra Venezuela no Mercosul

O líder do DEM, senador José Agripino (RN), disse hoje que seus colegas de partido, a exemplo dos senadores do PSDB, devem se manifestar contra o projeto que confirma o ingresso da Venezuela no Mercosul. Hoje, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou o projeto de decreto legislativo que garante a adesão da Venezuela ao bloco. Para Agripino, apesar de não ser uma questão programática, é consenso entre os integrantes do DEM que o presidente venezuelano, Hugo Chávez, causará mais prejuízos do que benefícios no Mercosul. "Ele vai chegar querendo tutelar, espalhando brasas dentro de um bloco comercial cujo principal alvo deveria ser o de manter relacionamento com a China, a União Européia, os Estados Unidos e o Japão", afirmou. O líder do DEM disse não ter dúvidas de que quem vai querer "dar as cartas" no bloco econômico é o presidente Chávez. Além das medidas adotadas que, segundo Agripino enfraquecem a democracia venezuelana, Chávez não vai querer ser apenas mais um integrante do Mercosul. "Ele vai querer ser o Mercosul."Quanto às relações comerciais do Brasil com a Venezuela, o líder do DEM disse acreditar que elas ocorrerão "por gravidade, automaticamente". Ele lembrou que apesar das críticas de Chávez aos Estados Unidos, a relação comercial de Caracas com Washington só tem-se intensificado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.