Agricultura familiar ganha identificação

Uma portaria do Ministério do Desenvolvimento Agrário publicada ontem no Diário Oficial da União institui o Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar. Com validade de cinco anos, o selo identificará verduras, legumes, polpas de frutas e laticínios, entre outros produtos. Para adquirir o selo é preciso que 51% da principal matéria-prima do produto tenha origem na agricultura familiar. De acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento Agrário, o setor responde por 70% dos alimentos consumidos diariamente pelos brasileiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.