Agricultores fecham rodovia contra invasões do MST

Agricultores da região oeste do Paraná bloquearam durante a tarde desta quarta-feira, 13, a BR-369, em Corbélia, nas proximidades de Cascavel, a cerca de 500 quilômetros de Curitiba, em protesto contra as invasões de terra e o não cumprimento das reintegrações de posse por parte do governo do Estado. Entre as 14 e 18 horas, a rodovia era liberada por alguns instantes a cada meia hora."Temos 68 áreas de invasão no Paraná, todas com ordens de reintegração de posse, mas não cumpridas", reclamou o presidente da Sociedade Rural do Oeste do Paraná, Alessandro Meneghel. "E são todas terras boas, todas produzindo." Além disso, ele reclamou que os produtores da região vivem sofrendo ameaças de que novas invasões podem acontecer. "Vivemos em um país de incertezas", lamentou.Alguns produtores aproveitaram para reclamar também da política agrícola do governo federal. "Da safra 1998/1999 até a safra 2005/2006, o custo de produção subiu 123,8%, enquanto o preço do produto subiu 78%", disse o presidente do Sindicato Rural de Corbélia, Silvino Manica. "Há uma defasagem de 45,8% e o agricultor se sente abandonado."Esta foi a segunda manifestação dos agricultores do oeste paranaense. A primeira aconteceu no dia 4 em Céu Azul, logo depois que um grupo de sem-terra ocupou um terreno às margens da BR-277, entre Foz do Iguaçu e Candói. A Sociedade Rural pretende continuar com os protestos. A próxima interdição de rodovia deve acontecer dentro de uma ou duas semanas.A Secretaria da Segurança Pública emitiu uma nota dizendo que, desde 2003, foram realizadas 142 reintegrações de posse. "As negociações para a retirada dos invasores das propriedades são sempre gerenciadas pela Secretaria da Segurança Pública e realizadas somente depois de um processo de ampla negociação, evitando sempre os conflitos e a violência", diz a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.