Agora, Sarney lamenta que cassação não seja melhor solução

A diretoria da Secretaria de Comunicação Social do Senado Federal divulgou nota ontem à noite na qual o presidente da instituição, José Sarney, diz que "lamenta" a decisão do presidente Lula de cassar o visto do jornalista do New York Times, embora tenha se solidarizado com o presidente. Diz a nota: "Como ex-Presidente da República, o senador José Sarney não poderia jamais deixar de solidarizar-se com o Presidente Luis Inácio Lula da Silva, diante das agressões e calúnias por ele sofridas, em matéria publicada pelo jornal The New York Times. Lamenta, no entanto, que a solução encontrada não seja a melhor, pois pode ensejar um debate negativo. Amanhã (esta quinta-feira), o Presidente Sarney irá ao Palácio do Planalto com uma comissão de líderes do Senado, fazer um apelo ao Presidente Lula para que seja reavaliada a decisão de cassar o visto temporário de permanência no Brasil do jornalista norte-americano". O senador Aloizio Mercadante, do PT, será um dos parlamentares que acompanhão Sarney ao Planalto.Leia também: Senado vai pedir a Lula que reveja decisão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.