Agora, Ibama inocenta vice na chapa de Marina

As obras que o empresário Guilherme Leal, candidato a vice na chapa da Marina Silva (PV), vem realizando em sua propriedade no litoral da Bahia estão de acordo com a legislação ambiental do País. Foi o que anunciou ontem o presidente do Ibama, Abelardo Bayma, em comunicado à imprensa.

AE, Agência Estado

17 Julho 2010 | 07h52

O comunicado está ligado às especulações, surgidas no início do mês de que o empreendimento, localizado dentro da Área de Proteção Ambiental Itacaré-Serra Grande, no sul da Bahia, estaria violando leis ambientais.

Após receber uma denúncia formal sobre o caso, o Ibama enviou fiscais ao local. Eles fizeram duas vistorias e notificaram o empresário para que apresentasse a documentação do imóvel.

De acordo com Bayma, o Ibama, após analisar os documentos concluiu que "o empreendimento está em conformidade com as autorizações concedidas pelas esferas estaduais e municipais".

Ao tomar conhecimento do comunicado, Leal disse: "Sempre estive sereno e confiante que o Ibama cumpriria o seu papel com isenção."

Ele está na área há cinco anos, mas a denúncia surgiu só agora, coincidindo com o momento em iniciava a campanha ao lado de Marina. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
eleição Marina Silva Guilherme Leal Ibama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.