Agnelo rebate acusação de ter ligação com laranjas

O governador do Distrito Federal (DF), Agnelo Queiroz (PT), reagiu às acusações feitas pelo deputado federal Fernando Francischini (PSDB-PR). O parlamentar tucano denunciou hoje relações de Agnelo com "laranjas" que teriam transferido R$ 10 milhões em bens para familiares do atual governador do DF. A resposta de Agnelo foi dada por meio de uma "nota à imprensa" da Secretaria de Estado de Comunicação Social do Governo do Distrito Federal, em texto que afirma serem inverídicas as informações oferecidas por Francischini.

EQUIPE AE, Agência Estado

14 de dezembro de 2011 | 20h52

Segundo a nota do GDF, Francischini presta "criminoso desserviço à sociedade", "agindo de má-fé". O texto classifica, ainda, a ação do parlamentar tucano como "uma manobra oportunista, vinda de integrante de um partido envolvido no maior escândalo político do Distrito Federal, desvendado pela operação Caixa de Pandora".

Tudo o que sabemos sobre:
crise no DFAgnelodenunciasresposta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.