Agnelo Queiroz vence disputa para o governo do Distrito Federal

O ex-ministro Agnelo Queiroz (PT) está eleito matematicamente o novo governador do Distrito Federal. Com 81,05% das seções apuradas, o petista registrava 66,44% dos votos válidos, contra 33,56% da adversária Weslian Roriz (PSC), mulher de Joaquim Roriz. Do total de 1.198.394 de votos, o novo governador recebeu até o momento 712.329 votos. Nem que a candidata do PSC recebesse os votos restantes, alcançaria o petista na disputa.

31 de outubro de 2010 | 18h00

 

Agnelo Queiroz, 51, é médico e iniciou sua carreira política em Brasília, enquanto fazia residência. Na época, tornou-se presidente da Associação Nacional dos Médicos Residentes. Ele foi eleito pela primeira vez deputado distrital em 1990, pelo PC do B. Em 1994 foi eleito deputado federal, cargo para o qual se reelegeu em 1998 e 2002.

 

Queiroz foi também ministro dos Esportes de 2003 a 2006, durante o governo Lula. Em 2006 perdeu a disputa para o cargo de senador contra o ex-governador Joaquim Roriz.  Em 2008 filiou-se ao PT, partido pelo qual foi eleito governador. Queiroz esteve envolvido em diversas acusações de corrupção, incluindo desvio de verbas e propina durante sua passagem pelo Ministério dos Esportes.

 

A campanha no Distrito federal foi marcada por muita polêmica. Joaquim Roriz colocou a mulher para disputar o pleito em seu lugar para fugir de uma eventual impugnação de sua candidatura em função da Lei da Ficha Limpa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.