Beto Barata / AE
Beto Barata / AE

Agnelo abre mão de meia-entrada para atender à Fifa

Governador do DF disse que meia entrada para idoso está garantida por lei federal

Rafael Moraes Moura, de O Estado de S.Paulo

07 de outubro de 2011 | 19h15

BRASÍLIA - O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), disse hoje que o Distrito Federal vai cumprir "todas as exigências da Fifa", inclusive abrir mão do direito de meia-entrada a estudantes durante a Copa do Mundo de 2014, garantido por lei distrital.

"O Brasil tem um compromisso internacional assumido e cabe a cada região se adaptar ao compromisso que o Brasil assumiu, isso não tem bicho de sete cabeças. Estamos tratando de um evento, não de uma modificação definitiva, então acho que as conversas que a nossa presidente está tendo com a Fifa, ela já sinalizou nesse sentido que será resolvido plenamente essa questão", disse Agnelo, após participar de audiência no Palácio do Planalto com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffman. "No DF, cumpriremos todas as exigências da Fifa", afirmou.

Questionado se o governo local abria mão inclusive do direito à meia-entrada para estudantes e idosos, o governador respondeu: "É, inclusive. O idoso é lei federal, não temos governabilidade sobre uma lei federal. O estudante, sim. Temos condições de, no período da Copa, fazer o ajuste necessário para poder resolver essa questão e cumprir o acordo que o Brasil fez internacionalmente".

Brasília é uma das 12 cidades-sede da Copa do Mundo e reivindica a abertura do Mundial, ao lado de São Paulo, Salvador e Belo Horizonte

Tudo o que sabemos sobre:
meia-estradaFifaAgnelo QueirozDF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.