Agência ligada ao PT mantinha conta na Suíça

Segundo revista, agência de comunicação mineira tinha conta secreta para receber pagamentos da construtora Queiroz Galvão

O Estado de S. Paulo

15 de agosto de 2015 | 17h40

De acordo com reportagem da revista Época, a agência de comunicação mineira Pepper Interativa tinha uma conta secreta em um banco na Suíça para receber pagamentos da construtora Queiroz Galvão. Segundo a publicação, o PT seria o maior cliente da agência, responsável por 70% de seu faturamento. 

A Época aponta que a Pepper montou em 2012 uma “operação intrincada” no exterior para receber valores da Queiroz Galvão. Meses antes, a construtora teria recebido do BNDES um financiamento de serviços em Angola. Simultaneamente, a Pepper teria criado - em nome de laranjas - a Gillos, uma offshore no Panamá. E também a conta secreta na Suíça para movimentar os valores recebidos pela filial da Queiroz Galvão em Angola. 

A empreiteira teria pago à Gilos US$ 237 mil (R$ 830 mil) para executar serviços de marketing digital em Angola. Entretanto, o contrato não diz qual obra ou projeto da Queiroz Galvão deveria ser divulgado pela Pepper no país africano. Segundo a revista, nem a empreiteira nem a agência se pronunciaram.

Tudo o que sabemos sobre:
Queiroz GalvãoPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.