Agaciel se licencia por 90 dias

Pressionado pelas denúncias e com a cobrança de sua saída pelos senadores, o ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia se licenciou ontem da Casa por 90 dias. Ele pediu a licença, que é remunerada, ao primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), com base no regimento jurídico único dos servidores públicos, que lhe assegura esse direito por assiduidade. O afastamento é automático.Na carta encaminhada a Heráclito, Agaciel nega ter "constrangido, chantageado ou prejudicado qualquer pessoa no Senado" e afirma nunca haver cometido qualquer ilegalidade. Ele argumenta ainda que necessita de tempo para se defender da "avalancha de acusações absurdas e descabidas". Diz ainda sofrer desgaste emocional e alega a necessidade de preservar sua história funcional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.