Agaciel diz que não aceita ser acusado por atos secretos

O ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia afirmou, em entrevista aos jornais O Globo e Folha de S. Paulo, que não aceita ser apontado como responsável pelos atos secretos da Casa e que tudo foi referendado pelos senadores. "Ninguém pode alegar que não sabia dos atos e nem atribuir ao diretor-geral a atribuição", afirmou. "Toda criação de cargo é feita pela Mesa Diretora e convalidada pelo plenário. E são os próprios senadores que preenchem esses cargos criados." Agaciel defende a legalidade dos atos e deixa claro que não quer ser "bode expiatório". "Querem atribuir a mim esses ditos atos secretos. O fato é que as decisões foram referendadas por um colegiado. Não fui eu quem assinou nenhuma delas. Não fui eu quem publicou, e eu sou responsável? Não vou aceitar!" Ele admite problemas apenas na divulgação tardia dos atos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.