Agaciel deve ser candidato a deputado federal pelo PTC

Ex-diretor-geral do Senado foi exonerado em março sob acusação de ocultar imóvel avaliado em R$ 4 milhões

Carol Pires, da Agência Estado,

05 de outubro de 2009 | 17h37

O ex-diretor do Senado, Agaciel Maia, filiou-se, na última sexta-feira, 2, ao Partido Trabalhista Cristão (PTC). A informação foi confirmada à Agência Estado pelo presidente da legenda em Brasília, Divino Osmar Nascimento. De acordo com Osmar, Maia deve ser candidato a deputado federal nas próximas eleições pelo Distrito Federal. A reportagem tentou falar com Agaciel Maia por telefone, mas não foi atendida.

 

Nomeado diretor do Senado na primeira das três vezes em que o senador José Sarney (PMDB-AP) presidiu a Casa, Agaciel Maia ficou no cargo por 14 anos, até ser exonerado, em março, sob acusação de ocultar da Justiça um imóvel avaliado em R$ 4 milhões. Desde então, está lotado no Instituto Legislativo Brasileiro, órgão ligado ao Senado.

 

Agaciel Maia responde processo administrativo no Senado pela acusação de ter mantido em sigilo atos administrativos que foram editados para nomear aliados políticos, aumentar rendimentos e criar cargos, e é investigado pela Polícia Legislativa pelo crime de inserção de dados falsos em sistema de informação de órgão do serviço público. Ele nega ter cometido qualquer irregularidade no tempo em que comandou a administração do Senado.

 

Veja Também

linkSenadores se livram de responsabilidade sobre boletins

linkAgaciel chega atrasado no 1º dia de trabalho

linkSenado culpa aliado de Agaciel por novos atos secretos

linkSenado acumula mais de 300 atos secretos para criar cargos e nomear

linkEntenda o escândalo dos cargos e benesses do Senado

especialOs atos secretos de um Senado em crise

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.