Afif: tendência do PSD é lançar candidatura própria

O vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, afirmou hoje que a tendência do PSD é lançar uma candidatura própria na eleição para prefeito em 2012. Em entrevista à Rádio Estadão ESPN, o vice-governador avaliou que é "normal" e "justo" que o prefeito Gilberto Kassab faça o sucessor na capital paulista. "Essa é a tendência do partido, até porque o PSD está no comando da Prefeitura de São Paulo", disse. "E agora é mais do que normal e justo que o prefeito proponha fazer o seu sucessor".

EQUIPE AE, Agência Estado

12 de outubro de 2011 | 18h15

No foco de possíveis alianças do PSD, além de PR, PV, PPS e PSB, está o PSDB. Lideranças do PSDB ligadas ao governador Geraldo Alckmin mostram-se reticentes em ceder a cabeça de chapa de uma eventual aliança para o PSD, em troca do apoio da sigla à reeleição do governador de São Paulo em 2014.

Na entrevista, Afif considerou como "normal" e "natural" uma aliança entre PSDB e PSD na capital paulista. "Se já fez aliança na Prefeitura de São Paulo e no governo de São Paulo, sem perspectiva de rompimento, por que não se pode fazer uma nova?", questionou.

O vice-governador, um dos nomes cotados para ser o candidato do PSD, elogiou o ex-presidente do Banco Central (BC) Henrique Meirelles, também cogitado para o posto. "Não tenho dúvida de que ele reúne todas as condições e qualidades para sê-lo", disse. Hoje, em evento em São Paulo, Kassab também afirmou que o ex-presidente do BC tem condições de ser um "excelente prefeito".

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesprefeituraSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.