Afif e Munhoz disputam Secretaria da Agricultura em SP

O presidente da Associação Comercial de São Paulo e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, candidato derrotado a senador Guilherme Afif Domingos (PFL), é o nome mais cotado para ser o próximo secretário da Agricultura paulista no governo de José Serra (PSDB), de acordo com fontes consultadas pela Agência Estado. Na corrida pela pasta está o deputado estadual eleito Barros Munhoz (PSDB), que obteve 114.009 votos. Ambos já foram secretários da Agricultura em épocas diferente e Munhoz chegou a ser ministro da Agricultura entre junho e agosto de 1993. Por fora, ainda corre o também ex-secretário da Agricultura, deputado federal Xico Graziano (PSDB), que foi presidente do Incra no governo FHC. Graziano, no entanto, tem forte rejeição entre os movimentos de sem-terra.Pelos 8,2 milhões de votos que conseguiu na campanha ao Senado, ficando atrás apenas do reeleito Eduardo Suplicy (PT), é praticamente certo que Afif terá um cargo no governo de Serra. Se for a Agricultura, Afif retornaria após 27 anos, já que foi secretário em 1980 durante o governo de Paulo Maluf. Como realizações à época, estão as criações de varejões e sacolões, além de uma política de incentivo ao plantio de seringueiras, o que tornou São Paulo o maior produtor, até hoje, de borracha do Brasil.Já Munhoz tem como vantagem o fato de ter sido subprefeito de Santo Amaro na gestão de Serra, quando este foi prefeito de São Paulo, entre 2005 e 2006. Munhoz foi secretário da Agricultura entre 1991 e 1993, durante o governo de Luiz Antonio Fleury Filho, e deixou o cargo para ser ministro da Agricultura de Itamar Franco, ficando apenas dois meses no posto. Munhoz foi ainda três vezes prefeito de Itapira e duas vezes deputado estadual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.