Afastamento do PMDB de FHC é inevitável, diz Temer

O deputado federal Michel Temer (PMDB-SP), candidato à presidência do PMDB, disse hoje que o afastamento do partido do governo Fernando Henrique Cardoso é inevitável. ?Será um processo natural?, disse, uma vez que a sigla não abre mão de ter candidato próprio à Presidência da República. Temer, porém, disse que os peemedebistas não farão oposição ideológica."Não seria ético criticarmos o governo após termos trabalhado juntos. Vamos apenas nos afastar para trabalhar numa campanha com candidato próprio."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.