Afastado delegado que presidiu inquérito contra Duda Mendonça

A Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro afastou da chefia da sua Delegacia de Meio Ambiente o delegado Antonio Rayol, que presidiu o inquérito sobre o envolvimento do publicitário Duda Mendonça com brigas de galos. Segundo informou oficialmente a instituição, a mudança foi um ato de rotina do superintendente da PF no Estado, delegado José Milton Rodrigues, e foi apenas mais uma mudança de posto de delegados da instituição. Duda trabalha para o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2002 e foi marqueteiro da campanha derrotada da prefeita Marta Suplicy (PT) à reeleição para a prefeitura de São Paulo. Os agentes Luís Amado e Marcelo Guimarães, que participaram da operação que resultou na interdição da rinha de galos no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste carioca dias antes da realização do segundo turno das eleições de 2004, já foram transferidos para postos no interior do Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.