Aeroviários derrubam liminar que proibia greve até o dia 10

Sindicato Nacional dos Aeroviários entra com ação na Justiça e consegue cancelar liminar que proibia a paralisação e ampliava a multa

Ricardo Valota, estadão.com.br

24 Dezembro 2010 | 03h28

SÃO PAULO - O Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) entrou na Justiça e conseguiu cancelar, no final da noite de quinta-feira, 23, liminar da Justiça Federal no Distrito Federal que estendia até o dia 10 de janeiro proibição de greve por parte da categoria e ampliava de R$ 100 mil para R$ 3 milhões o valor da multa em caso de descumprimento.

 

Veja também:

link Atrasos chegam a 34,2% nesta madrugada nos voos domésticos

Com isso, fica mantida a decisão, do dia 22, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que determina atividade de 80% do efetivo dos aeronautas e aeroviários entre 23 de dezembro de 2010 e 2 de janeiro de 2011, fixando multa diária de R$ 100 mil, em caso de descumprimento da ordem.

 

(Atualizada às 7h30)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.