Aeroportos: o longo caminho do passageiro

O transporte de massa acrescentou novos espaços ao mundo - não apenas o assento ou cabine do veículo, mas esse espaço intermediário menos definível, o espaço da vista que passa rapidamente, de suspensão e incerteza. Esses novos meios de transporte exigiram arquiteturas drasticamene novas, desde os cais com 900 metros para os transatlânticos, às estações tubulares de metrô, aos grandes e congestionados terminais ferroviários, aos elegantes terminais modulares das linhas aéreas. Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.