Aeroportos de Cumbica e Viracopos serão ampliados

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), assina amanhã dois convênios para ampliação dos Aeroportos Internacionais de São Paulo, de Cumbica, em Guarulhos, e de Viracopos, em Campinas. A parceria com a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) é construir a segunda pista em Viracopos e a terceira em Cumbica.Na fase inicial, a Infraero irá repassar ao governo paulista - encarregado de fazer as desapropriações e indenizações dos moradores - R$ 50 milhões para as obras em Viracopos. "Com a nova pista, Campinas terá o maior aeroporto de cargas da América do Sul", disse Alckmin. Já a terceira pista em Cumbica deve custar cerca de R$ 300 milhões.Denarc - Sobre os cinco investigadores do Denarc acusados de comandar o tráfico na ?cracolândia?, na Região central de São Paulo, Alckmin reafirmou que, além deles, seus superiores imediatos devem ser investigados. Para Alckmin ao contrário da avaliação da Corregedoria da Polícia Civil, que vê apenas abuso de autoridade, a cena em que bandidos são soltos, mostrada no vídeo feito pelo Ministério Público, "evidencia crime".Missa - Alckmin participou hoje pela manhã, no Palácio dos Bandeirantes, do encontro da comitiva que levou a imagem de Nossa Senhora de Fátima até o Santuário de Fátima, no bairro do Sumaré, zona oeste, para a celebração da Missa da Esperança. A missa foi organizada por portugueses e descendentes do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira.No Santuário de Fátima, em Portugal, no mesmo horário - 11 horas, de Brasília - foi celebrada uma missa, também em intenção de doentes, organizada pela comunidade portuguesa do Brasil. Outras 243 paróquias de Nossa Senhora de Fátima, em todos os outros estados brasileiros, também no mesmo horário, fizeram a Missa da Esperança.As apresentadoras de TV, Ana Maria Braga e Hebe Camargo, devotas da santa, saíram do Palácio em comitiva, acompanhadas pela primeira-dama, Mária Lúcia Alckmin. O governador desistiu de participar da solenidade e permaneceu na sede de governo. A missa também foi em intenção a Ana Maria Braga, vítima de câncer. Participaram da celebração as cantoras Fafá de Belém, Joanna, Roberta Miranda e Elba Ramalho, e os cantores Roberto Leal e Agnaldo Rayol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.