Aeronaves da FAB "interceptam" avião presidencial

A Radiobrás, agência de notícias do governo, informou em seu site na internet que dois caças Mirage da Força Aérea Brasileira interceptaram "de surpresa" o avião presidencial, que trazia o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dois de seus ministros a Brasília, retornando de São Paulo. O motivo da interceptação, segundo a Radiobrás, foi o de mostrar ao presidente ?o trabalho dos caças no ar" antes da visita que Lula fará no próximo dia 17 ao Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro, em Brasília. A nota da agência oficial não esclarece qual foi a reação do presidente à surpresa. Segundo a informação, no momento da interceptação, enquanto Lula observava da janela do avião o vôo de um dos caças, uma voz que se identificou como a do tenente-coronel-aviador Jeferson Domingues de Freitas anunciou no serviço de som de bordo do avião presidencial: "Excelentíssimo sr. presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o avião presidencial foi interceptado e está sendo escoltado por duas aeronaves F-103 Mirage do 1º Grupo de Defesa Aérea, Unidade da FAB, responsável pela vigilância e controle do espaço aéreo brasileiro. Aproveitamos o ensejo para desejar votos de felicidade à senhora Marisa pelo transcurso de seu aniversário. Senhor comandante supremo das Forças Armadas brasileiras, tenha um bom vôo e um pouso seguro. Boa viagem." Os ministros que acompanhavam o presidente eram Fernando Furlan (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e Olívio Dutra (Cidades). O avião presidencial pousou na Base Aérea de Brasília às 15h.

Agencia Estado,

08 de abril de 2003 | 18h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.