Aeronáutica desconhece motivo do acidente em Alcântara

Até o início da tarde, ainda não havia explicação para o acidente que causou a explosão do Veículo Lançador de Satélites brasileiro que causou a morte de 21 pessoas. Tomados de surpresa pela explosão na sexta-feira, técnicos da Aeronáutica e da Agência Espacial Brasileira tentavam entender o que ocorreu. Ontem, em entrevista ao jornalista Roberto Godoy, especialistas atribuíram ao combustível a causa do acidente.O Comando da Aeronáutica divulgou apenas no início da tarde de sábado a lista com os nomes dos técnicos mortos no acidente. As buscas foram dificultadas pelo calor no local da explosão. Além disso, boa parte dos técnicos estava de folga na sexta-feira, tornando ainda mais difícil identificar quem trabalhava no momento do acidente. De acordo com informações da Agência Brasil, órgão de notícias do governo federal, peritos do Instituto Médico Legal (IML) de São Luís pediram a realização de exame de DNA na arcada dentária de duas vítimas do acidente na tentativa de identificá-las. Os peritos foram para a Base de Alcântara ajudar o trabalho das equipes de resgate.Veja abaixo o nome das vítimas da explosão em Alcântara:Amintas Rocha Brito, Antonio Sergio Cezarini, Carlos Alberto Pedrini, Cesar Augusto Costalonga Varejão, Daniel Faria Gonçalves, Eliseu Reinaldo Moraes Vieira, Gil Cesar Baptista Marques, Gines Ananias Garcia, Jonas Barbosa Filho, José Aparecido Pinheiro, José Eduardo de Almeida, José Eduardo Pereira II, José Pedro Claro Peres da Silva, Luis Primon de Araújo, Mario Cesar de Freitas Levy, Massanobu Shimabukuro, Mauricio Biella de Souza Valle, Roberto Tadashi Seguchi, Rodolfo Donizetti de Oliveira, Sidney Aparecido de Moraes, Walter Pereira Junior

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.