Divulgação
Divulgação

Aécio tem credenciais para ser candidato em 2010, diz Serra

Governador de São Paulo nega que haja tensão entre eles e rejeita formação de chapa 'puro-sangue' tucana

Raquel Massote, da Agência Estado,

05 de junho de 2009 | 15h51

Em clima de muita cordialidade, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), negou nesta sexta-feira, 5, no Palácio da Liberdade, que haja tensão entre ele e o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), que devem disputar a indicação do partido à candidatura para a Presidência da República em 2010. "Não há tensão nenhuma, é claro que há um entendimento e uma proximidade política e é claro que vamos estar juntos. Quem estiver apostando nisso (no confronto), vai perder, é aposta errada", afirmou.

 

Serra rejeitou a tese de formação de uma chapa puro-sangue tucana. "O governador Aécio tem todas as credenciais para ser candidato à Presidência da República. Não tem nenhum cabimento discutir quem vai ser vice do outro, isso não faz sentido", disse. Ele enfatizou que a hipótese nunca foi discutida com Aécio. 

 

De acordo com o governador paulista, nenhum dos dois pré-candidatos tucanos à Presidência quer uma antecipação do processo eleitoral. Segundo ele, nas últimas eleições presidenciais não se tinha uma antecipação da campanha como é observado agora. Para Aécio, ambos têm muitas afinidades e uma visão de País parecida. "Seja o governador Serra, seja eu eventualmente o presidente da República, a certeza é de que os rumos traçados serão muito parecidos", disse o governador mineiro.

 

Os governadores assinaram nesta sexta acordos de substituição tributária, que estabelecem a cobrança de ICMS na origem de fabricação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.