Aécio quer votar já imunidade parlamentar

O presidente da Câmara, Aécio Neves (PSDB-MG), está determinado a votar o mais rapidamente possível os projetos que tratam da imunidade parlamentar e que suspendem o sigilo bancário de agentes públicos, como integrantes dos poderes Legislativo, Executivo, Judiciário, do Ministério Público, além dos servidores públicos e suplentes de senadores.A informação foi prestada nesta segunda-feira à tarde pelo presidente interino do Senado, Edison Lobão (PFL-MA), que conversou sobre o assunto com Aécio. Os dois projetos já foram aprovados no Senado. Lobão disse que vai reforçar a necessidade de aprovação dessas propostas durante o jantar desta segunda-feira com o presidente Fernando Henrique Cardoso.Além de Lobão e Aécio, participarão do encontro logo mais no Palácio da Alvorada, o vice-presidente Marco Maciel e os líderes do governo no Congresso, Arthur Virgílio (PSDB-AM), e na Câmara, Arnaldo Madeira (PSDB-SP). No encontro, os parlamentares pretendem acertar com o presidente uma fórmula de o Congresso colaborar com a adoção de medidas para resolver o problema de segurança pública.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.