Aécio quer viajar com Serra pelo País para confrontar PT

Aécio contou que, em conversa pelo telefone na noite de terça-feira, 18, Serra concordou em fazer a viagem

CAROLINA FREITAS, Agencia Estado

19 de fevereiro de 2009 | 18h15

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), disse nesta quinta-feira, 19, que planeja uma turnê pelo País em companhia do governador paulista, o tucano José Serra, para debater a candidatura do PSDB à presidência em 2010. Após visitar o vice-presidente, José Alencar, que se recupera de uma cirurgia em São Paulo, Aécio contou que, em conversa pelo telefone na noite de terça-feira, 18, Serra concordou em fazer a viagem. Apesar disso, os dois não chegaram a se encontrar pessoalmente nesta quinta-feira, 19, na capital. "Visitar o Brasil antes mesmo das prévias, no primeiro semestre, é uma forma de nos contrapormos à movimentação que o outro lado vem fazendo sem muitos limites ou cuidados", disse Aécio, numa referência à contestação feita pelo DEM e PSDB de que a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, já está em campanha.   Veja também:  Aécio sugere campanha com Serra para mostrar uniãoAécio e Serra devem se reunir depois do feriado de carnaval na capital paulista para definir detalhes da jornada. Apesar de pregar o discurso do entendimento, Aécio reiterou que não abre mão de prévias para a escolha do presidenciável tucano. "Vamos romper com a tradição do PSDB de escolhas centralizadas. Quem sabe daí não nasce um PSDB mais mobilizado e vigoroso", disse. "A prévia é o melhor caminho."O governador de Minas questionou ainda a formação de uma chapa PSDB puro-sangue, unindo Serra e ele. "Não vejo sentido prático. Eu não preciso do espaço de vice para apoiar Serra nem ele para eventualmente me apoiar", afirmou, defendendo que os tucanos devem escolher um vice de outra legenda e outra região do País. "Seria presunçoso achar que o PSDB pode reunir sozinho as forças necessárias para vencer as eleições."

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010AécioSerraPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.