Aécio quer apurar denúncia sobre franquias dos Correios

O presidente da Câmara, Aécio Neves (PSDB-MG), disse hoje que, enquanto não for devidamente apurada a denúncia de que deputados estariam recebendo propina para facilitar a prorrogação, por cinco anos, das atuais franquias dos Correios, não será votada nenhuma matéria alusiva ao assunto. Aécio disse que a Câmara está "buscando mais informações" antes de se pronunciar sobre a denúncia. O presidente da Câmara recebeu a visita do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Nilson Naves, que lhe pediu atenção especial para o projeto que trata do plano de carreira do Poder Judiciário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.